Notícias

ARES REALIZA CURSO DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DO SISTEMA DE COMBATE ATENA PARA NE BRASIL

Maio, 2017


Foi com grande satisfação que a ARES realizou mais um Treinamento de Operação e Manutenção do Sistema de Combate ATENA, desta vez para 35 alunos do Navio Escola da Marinha do Brasil. O treinamento foi conduzido pela equipe de Suporte Logístico Integrado da ARES, capacitando os alunos para operação completa do sistema e realização de operações integradas com outros sistemas de combate e navegação.

Com o objetivo de melhorar o aproveitamento do conteúdo, o curso foi divido em módulos práticos e teóricos incluindo também uma visita realizada nas dependências da empresa, possibilitando aos alunos conhecer o laboratório Eletro-optrônico e a linha de produção da ARES. O Sistema de Combate ATENA foi totalmente entregue à Marinha em 2014 com a capacidade de comando e controle de canhões, monitoramento dos sensores de navegação do navio, capacidade de envio e recepção de informações de alvo, autotracking e saída externa de vídeo para outro monitor. A ATENA pode ser utilizada como sistema de combate principal em embarcações de pequeno porte e Sistema de Combate auxiliar em grandes embarcações.

No momento o projeto ATENA esta sofrendo uma modificação técnica para atender os requisitos de instalação do novo canhão dos navios Classe Macaé, navios Classe Grajau e Fragata Classe Niterói além do NE Brasil.

As novas instalações da ATENA nos navios da Marinha estão previstas para acontecer ao longo dos anos 2017 e 2018.

ARES MARCOU PRESENÇA NO MAIS IMPORTANTE EVENTO DE DEFESA E SEGURANÇA DA AMÉRICA LATINA – LAAD

12 de Abril, 2017


O encontro que aconteceu entre os dias 04 e 07 de abril no Riocentro – RJ reuniu empresas nacionais e internacionais, comitivas e autoridades de diversos países que buscam conhecer as mais avançadas tecnologias em equipamentos e serviços para as Forças Armadas e Forças Policiais.

No estande da ARES estavam expostas as principais soluções da empresa para Sistemas Terrestres e Sistemas Navais. Grande parte dos produtos permitiu ao visitante interagir e experimentar o controle dos equipamentos, o que contribuiu para mostrar a facilidade e a segurança na operação dos sistemas desenvolvidos pela ARES.

Uma das principais atrações do estande da ARES foi a TORC30, uma torre giro estabilizada, não tripulada, com canhão 30mm Rheinmetall MK30/2 que pode ser montada sobre viaturas blindadas.

Outro importante destaque no estande da ARES foi a REMAN, uma Estação de Armas blindada de operação manual para diferentes tipos de metralhadoras que foi projetada para emprego em veículos blindados médios e leves (sobre rodas ou sobre lagartas).

Os principais Sistemas Navais presentes no estande da ARES, CORCED e ATENA também permitiram total interação e simulação de operação para o visitante, atraindo grande atenção e destaque.

ARES PARTICIPOU DO 2º SEMINÁRIO DE OPERAÇÕES NA SELVA – SIOP SELVA 2016

22 de Dezembro, 2016


A ARES esteve presente na segunda edição do Seminário de Operações na Selva – SIOP SELVA 2016 que aconteceu entre os dias 30 de Novembro, 01 e 02 de Dezembro no Centro de Convenções da Amazônia em Manaus.

Um importante evento que trouxe palestras, workshops e exposições com novidades e soluções para o mercado de Defesa e Segurança.

Dentre os palestrantes estavam autoridades brasileiras como General de Exército Guilherme THEOPHILO, Comandante Logístico do Exército, General de Brigada Antonio Manoel de BARROS, Chefe do Centro de Operações (CCOp) do CMA, além de diversas autoridades estrangeiras.

Foram apresentados no stand da ARES os principais equipamentos desenvolvidos para artilharia terrestre e naval, como o REMAX, TORC30, CORCED, SLT e ATENA, além de equipamentos Ópticos como COLIMADORES e a LUNETA PANOR MICA.

Durante o evento esteve presente no stand da ARES o General de Exército Geraldo Antônio Miotto (Chefe do Comando Militar da Amazônia), que destacou a importância do evento para o setor de defesa do país.

A ARES se orgulha por suas contribuições em avanços tecnológicos na área de defesa e segurança do país em parceria com o Exército Brasileiro e a Marinha do Brasil.

img noticias

General Miotto sendo apresentado às soluções da ARES

ARES expõe na Euronaval 2016 equipamentos desenvolvidos para a Marinha do Brasil

21 de Outubro, 2016


A ARES, mais uma vez marcou presença na Euronaval, em Paris, na França, levando para a feira os principais produtos do seu portfolio naval. O evento é atualmente um dos maiores do mundo especializado em defesa naval e segurança marítima.

Dentre as principais soluções expostas no stand, destacaram-se a Atena, o Corced, a Ivera, o SLT e a Passadeira, produto recentemente lançado pela empresa em parceria com o Corpo de Fuzileiros Navais.

Durante o evento o stand da ARES recebeu diversos oficiais, delegações e importantes visitas, como a do Comandante da Marinha.

img noticias

Comandante da Marinha no stand da ARES

4ª MOSTRA BID BRASIL

07 de Outubro, 2016


Apresentando suas principais soluções para segurança e defesa, a ARES participou da 4ª Mostra da Base Industrial de Defesa do Brasil realizada em Brasília entre os dias 27 e 29 de setembro.

Nesta edição além das consagradas soluções para artilharia terrestre e equipamentos eletro-ópticos, a ARES apresentou a Estação de Arma Manual Blindada – REMAN, uma nova solução totalmente nacional desenvolvida pela ARES para a nova família de blindados de rodas.

O produto esteve em exibição no evento para demonstrações e atraiu o interesse do público e das autoridades presentes.

Durante o evento a empresa também recebeu em seu estande a visita do Ministro da Defesa, Raul Jungmann, que foi apresentado às principais soluções da ARES para as Forças Armadas.

img noticias

Stand ARES recebe o Ministro da Defesa Raul Jungmann

Stand da Ares EUROSATORY ganhou destaque com a presença da Estação de Armas - REMAX

30 de Junho, 2016


A ARES participou da EUROSATORY 2016, em Paris, um evento internacional de grande importância para o mercado de defesa e segurança. Nesta edição a ARES apresentou uma série de sistemas de última geração fabricados e comercializados pela empresa que é atualmente uma das líderes nacionais no desenvolvimento, fabricação e manutenção de equipamentos para aplicações militares.

O Pavilhão Brasil atraiu diversas visitas importantes e dentre as autoridades presentes, a ARES recebeu a visita do General Juarez, Diretor de Ciência e Tecnologia do Exército.

Durante a visita, foi possível destacar a importância da nova parceria entre a ARES, IMBEL e OTO MELARA para equipar novos veículos da família Guarani com a torre HITFACT 105mm.

Durante o evento outro importante destaque no stand da ARES foi a exibição do REMAX, que contou com um espaço exclusivo para exposição e funcionamento de uma unidade real do produto. O REMAX, que está oficialmente adotado pelo Exército Brasileiro, é uma estação de armas remotamente controlada, giro-estabilizada para metralhadoras 12,7 mm ou 7,62 mm que foi desenvolvida a partir dos requisitos do Exército Brasileiro através de uma parceria entre a ARES e o CTEx (Centro Tecnológico do Exército).

Foram apresentados também outros equipamentos desenvolvidos para artilharia terrestre e naval, como a torre 30mm - TORC30, a estação de armas para emprego naval - CORCED, o Sistema Lançador de Torpedos Leves para navios de superfície - SLT e o Sistema de Controle de Tiro Optrônico - ATENA, além de equipamentos ópticos como colimadores e aparelhos de pontaria para morteiros e obuseiros.

Além disso, outro importante projeto desenvolvido em parceria com o Corpo de Fuzileiros Navais teve destaque no stand, a ponte tática CASTOR, um sistema de ponte modular flutuante, que tem o objetivo de permitir a transposição de cursos d’água, seja em operações militares ou ações emergenciais e de risco, podendo ser utilizada em áreas de catástrofe como enchentes, terremotos, ou tempestades, onde os acessos tenham sido danificados ou destruídos.

img noticias

ARES apresentou suas soluções e equipamentos em mais uma edição da FIDAE

18 de Abril, 2016


Com equipamentos desenvolvidos para o Exército Brasileiro e para a Marinha do Brasil, a ARES marcou presença na FIDAE 2016, um evento internacional que acontece em Santiago, no Chile e há mais de 35 anos traz novas referências e soluções para o mercado Aeroespacial, de Defesa e Segurança.

A ARES apresentou uma série de sistemas de última geração fabricados e comercializados pela empresa que é atualmente uma das líderes nacionais no desenvolvimento, fabricação e manutenção de equipamentos para aplicações civis e militares.

Dentre os destaque apresentados no stand da empresa como o REMAX, TORC30, CORCED, SLT e ATENA, além de equipamentos Ópticos como COLIMADORES e a LUNETA PANORÂMICA.

Uma das novidades que a ARES trouxe para este evento foi a PASSADEIRA.

Um projeto desenvolvido em parceria com a Marinha do Brasil, através do Corpo de Fuzileiros Navais, com o objetivo de auxiliar o deslocamento em operações emergenciais e de risco, podendo ser utilizada em áreas de catástrofe como enchentes, terremotos, ou tempestades, onde os acessos tenham sido danificados ou destruídos. Trata-se de um Sistema de Ponte Modular, que pode ser empregado para fins civis ou militares, facilitando a transposição de cursos d’água.
Durante o evento, a DefesaNet entrevistou o General Ubiratan Marcondes, Gerente Comercial de Sistemas Terrestres e Ricardo Campello, Diretor da ARES.

Dentre os principais tópicos da entrevista, o Diretor da empresa destacou a importância da presença e aproximação com o mercado Latino Americano para ações comerciais e parcerias, além dos avanços já alcançados no Brasil, especialmente quanto ao Sistema REMAX, oficialmente adotado pelo Exército Brasileiro, para equipar a família de blindados do Programa Guarani, onde a ARES já possui uma participação expressiva.

img noticias

Foto Stand ARES - DefesaNet



img noticias

Foto Simulação da Passadeira - ARES

Acordo de Cooperação entre a Marinha do Brasil e a empresa ARES

18 de Abril, 2016


Foi assinado no último dia 15 de março um Acordo de Cooperação Técnica e Científica entre Comando do Material de Fuzileiros Navais (CMatFN), o Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais (CTecCFN), e a empresa ARES Aeroespacial e Defesa S.A.

Este acordo tem o objetivo de realizar ações conjuntas de pesquisas a fim de impulsionar o desenvolvimento do projeto de passadeiras flutuantes, utilizadas para a transposição de cursos d’água.

O instrumento é aderente ao disposto na Estratégia Nacional de Defesa e está fundamentado nos termos permissivos do artigo 9º da Lei 10.973 de 2004, observando, ainda, as exigências impostas pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

Por sua participação no projeto, a Marinha do Brasil receberá da ARES S.A., a título de royalty, um percentual sobre o faturamento líquido resultante da comercialização ou venda dos produtos ou serviços correlatos ao objeto do acordo, exceto quando esta comercialização se der com órgãos da União.

img noticias

REMAX está Oficialmente Adotado pelo Exército Brasileiro

17 de Março, 2016


De acordo com o último boletim divulgado, a Portaria Nº 065 EME, adota oficialmente o REMAX para o Exército Brasileiro.


PORTARIA Nº 065-EME, DE 8 DE MARÇO DE 2016.

Adota o Sistema de Armas Reparo de Metralhadora Automatizado X, versão 3 (REMAX 3), desenvolvido pelo Centro de Tecnologia do Exército e a empresa ARES Aeroespacial e Defesa S.A.

O REMAX possibilitará uma nova dimensão à Força Terrestre Brasileira e à Defesa Nacional, potencializando o poder de combate e garantindo a segurança da tropa embarcada que realiza a operação no interior da viatura.

A ARES orgulha-se de contribuir para este importante avanço do Exército Brasileiro e da defesa do nosso país.

img noticias

Visista General Juarez

23 de Fevereiro, 2016


A ARES recebeu a visita do General-de-Exército Juarez, Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército para discussão de novas oportunidades de parcerias e acompanhamento da produção do REMAX, estação de armas automatizada, estabilizada e remotamente controlada para metralhadoras .50 ou 7,62 mm, desenvolvida em parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx).

O General Juarez e sua comitiva verificaram as melhorias e atualizações implementadas no REMAX de acordo com os requisitos demandados pelo Exército, a finalização das últimas unidades do lote-piloto contratado e o armazenamento das unidades já aprovadas no teste de aceitação de fábrica que aguardam transporte.

Os militares acompanharam a demonstração sobre o estado atual de desenvolvimento da torre não tripulada TORC 30, sistema que permite a operação remota de moderno canhão de 30 mm montado sobre uma viatura blindada de rodas para o apoio de fogo direto contra alvos terrestres e para a autodefesa antiaérea.

Durante a visita a comitiva pode conhecer as instalações da ARES, incluindo o Centro de Excelência em Estações de Armas, as áreas de produção e montagem, o moderno laboratório de eletro-óptica, as salas de provas ambientais e de vibração e a equipe de engenheiros e técnicos que projetam, produzem, validam e testam todos os produtos da empresa.

Também foram apreciados os aparelhos de pontaria e colimadores para morteiros, as lunetas de artilharia, e outros produtos de defesa especialmente destinados as forças Navais e de Fuzileiros.

A ARES destacou para a comitiva a excelência de seu Capital Humano e o orgulho de ter fornecido nos últimos 47 anos equipamentos e soluções tecnológicas para as Forças Armadas Brasileiras.

img noticias

FIDAE 2016

19 de Fevereiro, 2016


A ARES participará da FIDAE 2016, um evento internacional que há mais de 35 anos traz novas referências e soluções para o mercado Aeroespacial, de Defesa e Segurança.

O evento acontecerá de 30 de Março até 03 de Abril, no Aeroporto Internacional Arturo Merino Benítez em Santiago, no Chile e contará com a presença de diversas empresas importantes do setor.

A ARES possui mais de 45 anos e experiência e atuação no Brasil, servindo com excelência às Forças Armadas Brasileiras fornecendo soluções para sistemas e Estações de Armas, Torres de Artilharia Terrestres e Navais, além de equipamentos Ópticos e Eletro-Ópticos.

Faça-nos uma visita – Pavilhão Brasil – E1 | Stand 55

Senado quer Projetos Estratégicos de Defesa sem cortes orçamentários

14 de Dezembro, 2015


Brasília - A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado aprovou nesta quinta-feira, 10, relatório do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) com um diagnóstico das políticas públicas para à indústria nacional de Defesa. O documento mostra que a situação do setor é crítica, agravada principalmente pela falta de planejamento e os sucessivos cortes orçamentários. Para a CRE, é preciso rever a destinação orçamentária para os Projetos Estratégicos que não podem sofrer cortes de recursos.

Segundo Ferraço, “os cortes atingiram Projetos Estratégicos, que foram cancelados, suspensos ou adiados. A indústria nacional de Defesa sofreu com isso, e nossa capacidade de produção acabou comprometida. Não se deu a devida atenção a um setor essencial à nossa soberania”, disse.

Para o senador, "parece faltar ao governo a percepção clara de que investimentos em Defesa e nos Projetos Estratégicos trarão significativos benefícios à sociedade. Seja exportando equipamentos, seja fortalecendo empresas brasileiras, seja aumentando a segurança".

Ele aproveitou para sugerir ao Tribunal de Contas da União (TCU) uma auditoria no acordo Brasil-Ucrânia para o lançamento de um satélite da base de Alcântara, no Maranhão. A sugestão virou um requerimento, que foi aprovado pela comissão. “O contribuinte, por meio do governo, investiu R$ 1 bilhão no negócio. O acordo foi suspenso e é preciso apurar as responsabilidades com relação a esse enorme prejuízo, causado pela total ausência de planejamento”, explicou. Na verdade, o Brasil cancelou o acordo de cooperação com a Ucrânia, o que já foi formalmente comunicado ao governo daquele país.

A iniciativa de analisar a política brasileira de Defesa obedece à Resolução 44/2013 do Senado. Ela determina que, de acordo com a sua área de competência, as comissões permanentes selecionem, para serem avaliadas, políticas públicas desenvolvidas no âmbito do Poder Executivo.

Conforme a resolução, a escolha do setor a ser avaliado, a cada ano, deve ocorrer até o último dia útil de março. No fim de cada sessão legislativa (que corresponde ao ano legislativo), o relatório com a conclusão da análise deve ser apresentado e votado.

O relatório aprovado pela CRE será encaminhado ao ministro da Defesa, Aldo Rebelo.

Alguns dos principais pontos do relatório.

  • Impactos negativos dos cortes orçamentários;
  • Redução da capacidade operacional das Forças Armadas para emprego em grandes eventos, como as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016;
  • Comprometimento na qualidade e nos prazos de entrega dos produtos;
  • Perda da capacidade de investimento na Base Industrial de Defesa;
  • Ampliação do hiato tecnológico existente na produção de material de Defesa;
  • Extinção de empregos diretos e indiretos em tecnologia e infraestrutura;
  • Diminuição da capacidade de combate aos delitos ambientais e transfronteiriços;
  • Atraso nos projetos;

Recomendações aprovadas pela CRE

Criação de um Fundo Nacional de Defesa, vinculado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e gerido pelo ministério da Defesa;

Envio ao ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior de solicitação para que sejam estabelecidas linhas de ação para a área de Defesa junto ao BNDES;

Criação, no âmbito do Senado, de grupo de trabalho permanente que acompanhe matérias referentes à base industrial de Defesa;

Condicionamento do início de novos projetos à garantia de destinação de recursos para a continuidade dos projetos estratégicos de defesa em curso;

Envio obrigatório dos dados sistematizados referentes aos Projetos Estratégicos das Forças Armadas ao Congresso Nacional, com periodicidade mínima anual, para que eles possam ser acompanhados.

Prioridade para os Projetos Estratégicos

Ação conjunta entre governo e Congresso para aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), assinado com os EUA, para viabilizar o uso da Base de Alcântara por empresas privadas americanas.

Confira a Matéria: Inforel

EMCFA realiza seminários sobre cartografia e meteorologia militar

14 de Dezembro, 2015 - Por Ascom MD


Com objetivo discutir temas relacionados a elaboração da Doutrina para Emprego da Meteorologia Militar em Operações Conjuntas, a Chefia de Logística (CHELOG) do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) realizou nos dias 7 e 8 deste mês, no Centro de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica (CEMCOHA), em Salvador (BA), o III Seminário da Comissão de Meteorologia Militar (III COMETMIL) e o IV Seminário da Comissão de Cartografia Militar (IV COMCARMIL).

A doutrina trata da instituição da Infraestrutura de Dados Espaciais de Defesa (IDE-Defesa) e do Projeto Geoinformação de Defesa. Os trabalhos foram presididos pelo subchefe de Integração Logística do EMCFA, contra-almirante Alexandre Augusto Amaral Dias da Cruz.

Apresentadas por representantes do Ministério da Defesa e pelas Forças Armadas, as palestras abordaram temas relacionados à geoinformação, cartografia e meteorologia. O evento contou, ainda, com palestras ministradas por representantes da Agência Nacional de Informação Geoespacial (NGA), da Internacional Space Environment Server (ISES) dos EUA e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Na ocasião, o vice-presidente da ISES, Clézio Marcos de Nardin, apresentou análises do programa de Estudo e Monitoramento Brasileiro do Clima Espacial (EMBRACE) com impactos no clima global, no sistema GPS e interferência nas comunicações por ocasião das operações militares.

Participaram dos eventos integrantes do EMCFA, representantes do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), dos Estados-Maiores das Forças Armadas, de órgão técnicos das Forças Singulares, do Serviço Geográfico do Exército, do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), do Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), do Segundo Distrito Naval e da Sexta Região Militar.

Confira a Matéria: Ascom MD

Economistas passam a ver alta dos juros em 2016, mas também esperam mais inflação

14 de Dezembro, 2015 - Por Camila Moreira


SÃO PAULO (Reuters) - Diante das persistentes pressões inflacionárias e das sinalizações do Banco Central de que pretende voltar a elevar os juros básicos em breve, economistas passaram a esperar nova alta nos juros básicos em 2016, com o primeiro movimento em março.

Pesquisa Focus do BC divulgada nesta segunda-feira, que ouve semanalmente uma centena de economistas, mostrou que a projeção para a Selic no ano que vem agora é de 14,63 por cento na mediana das expectativas. Na semana passada, a expectativa era de que a taxa permanecesse nos atuais 14,25 por cento.

A primeira alta da taxa de juros acontecerá em março, de 0,50 ponto percentual, segundo o cenário traçado na pesquisa, com outras duas de 0,25 ponto percentual cada em seguida, o que levaria a Selic a 15,25 por cento. Segundo o levantamento, a taxa básica voltaria a cair a partir de setembro.

Com o próprio BC piorando suas estimativas para a inflação e adotando retórica cada vez mais dura, o mercado de DIs já vinha precificando pelo menos três aumentos de 0,50 ponto percentual na taxa a partir de janeiro.

Mesmo com a expectativa de aperto monetário, as estimativas para a inflação não arrefecem. A projeção para a alta do IPCA no fim de 2016 agora é de 6,80 por cento, 0,10 ponto percentual maior do que na semana anterior.

Para 2015, a estimativa passou a 10,61 por cento, contra 10,44 por cento. Nos dois anos, a inflação estouraria o teto da meta, que é de 4,5 por cento pelo IPCA, com tolerância de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em novembro, a inflação superou dois dígitos pela primeira vez em 12 anos, chegando a 10,48 por cento no acumulado em 12 meses.

Para 2017, o Focus aponta expectativa de que o IPCA subirá 5,10 por cento, acima do centro da meta oficial, de 4,5 por cento, mas com tolerância de 1,5 ponto percentual.

As perspectivas de inflação permanecem elevadas mesmo diante do cenário de deterioração da economia. Para este ano a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) agora é de contração de 3,62 por cento, contra queda de 3,50 por cento na pesquisa anterior.

Para 2016 é esperada retração de 2,67 por cento, contra recuo de 2,31 por cento antes, com forte piora do desempenho da produção industrial. A perspectiva para o setor no ano que vem é de uma queda de 3,45 por cento, contra recuo de 2,40 por cento antes.

Veja abaixo os dados sobre a expectativa do mercado, pela mediana das projeções:

  • Indicador Anterior Atual Anterior Atual
  • IPCA 10,44% 10,61% 6,70% 6,80%
  • Dólar (fim do ano) R$3,95 R$3,90 R$4,20 R$4,20
  • Selic (fim do ano) - - 14,25% 14,63%
  • Dívida líquida/PIB 35,55% 35,50% 40,00% 40,40%
  • PIB (crescimento) -3,50% -3,62% -2,31% -2,67%
  • Indústria (crescimento) -7,60% -7,70% -2,40% -3,45%
  • Conta corrente (US$ bi) -64,40 -64,00 -39,68 -39,52
  • Balança (US$ bi) 15,00 15,00 31,44 31,44
  • IED (US$ bi) 62,60 62,40 57,00 55,00
  • Preços administrados 17,65% 18,00% 7,35% 7,50%

Confira a Matéria: Reuters

Lançado o primeiro submarino Tipo 209 do Egito

14 de Dezembro, 2015 - Por Alexandre Galante


A empresa ThyssenKrupp Marine Systems (TKMS) anunciou no dia 10 de dezembro o lançamento do primeiro submarino Type 209/1400 destinado ao Egito. O submarino recebeu o indicativo visual S 41.

Esta é a primeira vez que a empresa alemã reconhece o contrato de submarinos Tipo 209 com o Egito, cuja existência foi confirmada pelo vice-almirante Osama Ahmed el-Gundi, comandante da Marinha Egípcia, em agosto de 2012.

O comunicado de imprensa não forneceu detalhes adicionais sobre os submarinos ou a data de entrega.

Confira a Matéria: Poder NABAL

Abertura Oficial Expodefensa 2015

01 de Dezembro, 2015


Nesta segunda-feira, após a abertura oficial da Expodefensa 2015, evento sediado em Bogotá na Colômbia, a ARES recebeu em seu stand a visita do Comandante da Marinha da Colômbia, Vice Almirante Santamaria – Chefe de Esquadra.

A participação neste evento faz parte da estratégia comercial da ARES que busca ampliar sua atuação na América Latina, visando novas oportunidades de negócios e parcerias.

img noticias

Crise econômica faz Exército priorizar atividades

27 de Outubro, 2015


O Exército Brasileiro (EB) está elegendo algumas prioridades em função da crise econômica que o País atravessa. Uma delas são os exercícios como a Operação Treme Cerrado, a qual terminou na última quinta-feira (22), em Formosa (GO). A ação envolveu em torno de dois mil militares, mais de 280 viaturas e aeronaves. Pela primeira vez no Centro-Oeste, foi empregado o blindado sobre rodas VBTP-MR Guarani.

Segundo o general-de-divisão Racine Bezerra Lima Filho, comandante militar do Planalto, mesmo com dificuldades econômicas, o adestramento continuará acontecendo. “Em situações favoráveis ou não do orçamento, vamos sempre cumprir com as nossas missões”, afirmou. “Vamos nos adaptar à situação que nos apresentarem. Adaptar à realidade do País, elegendo prioridades”, acrescentou o general.

Confira a Matéria: Tecnocdefesa

img noticias

Equipe da Ares conclui integração da torre UT30BR ao GUARANI

25 de Outubro, 2015


A equipe da ARES realizou, nas dependências da IVECO, a integração de 05 unidades da torre não tripulada UT30BR às Viaturas Guarani. No total serão 10 viaturas a receber essa integração, conforme contrato firmado com o Exército Brasileiro.

A equipe da ARES que participou da integração realizou prévias inspeções nos veículo, executou a montagem de itens importantes para a instalação, atualizou o firmware e calibração dos sensores do sistema, coordenou todo preparo do anel de interface para receber a torre, fez todas as conexões dos cabos de interligação e para finalizar o processo, conduziu com sucesso um teste completo de funcionamento do sistema.

Confira a Matéria: Tecnocdefesa

img noticias

Em encontro com comandante da Marinha, ministro Aldo conhece principais projetos e desafios da Força

23 de Outubro, 2015


Os principais projetos e desafios da Marinha do Brasil foram apresentados nesta quinta-feira (22) ao ministro da Defesa, Aldo Rebelo, pelo comandante da Força, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira.

Confira a Matéria: Tecnocdefesa

img noticias

Exército Brasileiro em manobras: Operação Treme Cerrado

23 de Outubro, 2015


A ARES participou da Operação Treme Cerrado, um exercício de adestramento coordenado pelo Comando Militar do Planalto, no Campo de Instrução de Formosa (CIF) em Goiás que aconteceu no período de 17 a 22 de Outubro.

Dentre as atividades do evento, destacamos a presença do REMAX sobre a viatura Guarani que esteve presente nos dias do evento, realizando testes e manobras em campo nos exercícios de adestramento no terreno. A equipe de Suporte Logístico da ARES também esteve presente, auxiliando tecnicamente o Exército durante as atividades.

O REMAX é uma estação de arma remotamente controlada, completamente estabilizada para metralhadoras 12.7mm e 7.62mm, desenvolvido sob os requisitos do Exército Brasileiro.

Dentre as principais vantagens da Torre estão a capacidade de operação diurna e noturna auxiliada por sensores ópticos e laser capazes de detectar e reconhecer alvos, possui alta precisão no tiro em movimento, sendo estabilizada em dois eixos. Além disso, com uma instalação não intrusiva, garante a proteção da tropa durante combates, uma vez que, sua operação é remota, feita no interior da viatura.

Dentro da viatura, é instalada a estação do operador/atirador, dotada de um display multifunção através do qual as imagens externas, captadas pelos sensores, podem ser monitoradas permitindo ao operador rastrear e localizar alvos com precisão, controlar o sistema lançador de granadas fumígenas e realizar remotamente todas as operações do REMAX em segurança.

Confira a Matéria: Tecnocdefesa

img noticias

Finep apoia desenvolvimento de veículo blindado para uso das Forças Armadas

14 de Outubro, 2015


O presidente da Finep, Luis Fernandes, e o presidente do Grupo Inbra Filtro, João Cândido, assinaram no dia 13 de outubro contrato de financiamento para o desenvolvimento de veículo blindado multiuso destinado a ações das Forças Armadas. Denominado Gladiador, o veículo poderá ser utilizado em missões do Exército Brasileiro para transporte, combate, engenharia, entre outros usos.

Com valor total de R$ 24 milhões, o projeto chegou à Finep por meio do programa Inova Aerodefesa. Os recursos da financiadora, que somam R$ 19,2 milhões, serão disponibilizados em forma de crédito. Já a contrapartida da Inbra Terreste, empresa do Grupo Inbra, totaliza R$ 4,8 milhões. O prazo para desembolso dos recursos e execução do projeto é de três anos.

Classificado como de porte leve pela indústria de defesa, o Gladiador pesa aproximadamente sete toneladas e é considerado um veículo 4x4 por possuir tração nas quatro rodas. Projeto 100% nacional, o veículo passou pelos chamados testes iniciais de ação de choque – que englobam potência, capacidade de blindagem, velocidade e autonomia – e obteve resultados que o colocaram à frente de multinacionais tradicionais, de países como Itália, Alemanha e Estados Unidos.

Confira a Matéria: FINEP

img noticias

Em primeiro discurso como ministro da Defesa, Aldo Rebelo defende valorização de projetos estratégicos

08 de Outubro, 2015


Na cerimônia de passagem de cargo do Ministério da Defesa, Aldo Rebelo prometeu apoiar “cada uma das agendas estratégicas das Forças”. A solenidade ocorrida nesta quinta-feira (8), pela manhã, no Clube Naval de Brasília (DF), foi marcada pela assinatura do Livro de Transmissão de Posse pelo ministro que deixou o posto, Jaques Wagner, recém-empossado como chefe da Casa Civil da Presidência da República, e pelo novo titular.

Confira a Matéria: Ministério da Defesa

img noticias

Foto: Gilberto Alves

Remax é destaque na Operação Formosa 2015

08 de Outubro, 2015


Ao longo do mês de setembro, a Estação de Armas REMAX foi integrada na viatura PIRANHA do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN). Todo o serviço foi planejado e executado nas dependências da empresa, tendo a integração sido aprovada após testes realizados na raia de tiro do Centro de Avaliação do Exército (CAEx).

Durante toda a fase de integração e de testes no CAEx, Fuzileiros Navais foram treinados na operação do REMAX.

Essa aprovação foi importante pois qualificou o binômio PIRANHA-REMAX para ser empregado em exercícios operacionais conduzidos pelo CFN em Formosa-GO, no período de 01 a 07 de outubro, ocasião em que os esforços de integração foram coroados com os êxitos alcançados ao longo dos exercícios.

A equipe da ARES esteve presente durante todo o período da operação em Formosa, prestando suporte técnico e contribuindo para complementar o treinamento iniciado no Rio de Janeiro.

Esta foi a primeira vez na história que os Fuzileiros tiveram a oportunidade de empregar operacionalmente uma estação de armas remotamente controlada, agregando novas capacidades à viatura e à tropa.

De fato, as características de total estabilização, canais de visão diurna e termal, além de laser para telemetria possibilitaram a realização de tiro operacional com elevado nível de precisão e desempenho.

Por ser remotamente controlado, o REMAX permitiu à tripulação da viatura PIRANHA operar com total segurança, haja vista o atirador cumprir suas tarefas de vigilância, acompanhamento de alvos e execução do tiro sem a necessidade de exposição externa ao veículo, o que reduz o nível de estresse na operação e, consequentemente, eleva a eficiência e eficácia no cumprimento de suas tarefas.

O REMAX já se encontra operacional nas viaturas GUARANI do Exército Brasileiro e já foi pré-selecionado para mobiliar as futuras viaturas 4x4 daquela Força Terrestre.

img noticias

Corveta Barroso substitui fragata União em missão de paz no Líbano

14 de Setembro, 2015


Com as presenças do comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, e do ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira,ocorreu, no início da tarde desta segunda-feira (14), a substituição da fragata União pela corveta Barroso na Força-Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil). O almirante Leal Ferreira representou o ministro da Defesa, Jaques Wagner, que não pôde participar do evento, mas encaminhou mensagem lida durante a substituição.

Confira a Matéria: Ministério da Defesa

img noticias

Comemorações do Dia da Independência

07 de Setembro, 2015


O Dia da Independência do Brasil foi comemorado ontem em todo o País com desfiles militares nas capitais dos Estados brasileiros.

Como acontece todos os anos, o desfile cívico-militar que acontece na Esplanada dos Ministério em Brasília marcou o ponto alto das comemorações pela data magna da nação, evento que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, além de ministros e outras autoridades federais, estaduais e municipais, além de convidados de diversas representações de outros países que mantêm relações diplomáticas com o Brasil.

Com público estimado em 25 mil pessoas, o desfile foi liderado Comandante Militar do Planalto, general-de-divisão Racine Bezerra Lima Filho, e contou com a participação das três Forças Armadas. Merecem menção especial a apresentação do grupo de atletas militares integrantes do Programa de Alto Rendimento das Forças Armadas, doze dos quais foram medalhistas durante os últimos Jogos Panamericanos, e o retorno da Esquadrilha da Fumaça como parte da exibições aéreas.

Veja imagens do desfile de Brasília que lembrou o 193º aniversário da emancipação politica do Brasil.

Confira a Matéria: Tecnodefesa

img noticias

REMAX é destaque em evento que homenageia o Dia do Engenheiro Militar

04 de Agosto, 2015


O evento que acontecei na última semana, no Quartel - general do Exército em Batalha, homenageou o Dia do Engenheiro Militar comemorado no dia 03 de Agosto e teve dentre os seus atrativos a exposição da REMAX, estação de armas desenvolvida pelo Centro de Ciência e Tecnologia do Exército (CTEx) em parceria com a ARES.

O gerente do projeto REMAX, Frederico Medella que prestigiou o evento, ressaltou a tradicional parceria da ARES com as Forças Armadas e o desenvolvimentos de vários projetos bem sucedidos ao longo de sua trajetória no mercado de defesa.

Confira a Matéria: Tecnodefesa

img noticias

Avibras e o VBMT-LR do Exército Brasileiro

03 de Agosto, 2015


A Avibrás é uma das finalistas do processo de seleção para a aquisição da Viatura Blindada Multitarefa Leve de Rodas(VBMT-LR) que faz parte do Projeto Guarani do Exército Brasileiro, com o objetico de completar a nova família de viaturas blindadas sobre rodas, planejada para reestruturar e modernizar a capacidade de Força Terrestre do Exército.

A cabine blindada tem quatro portas, cinco assentos e permite a instalação de equipamentos de acordo com a versão da viatura e a sua missão.

O projeto modular do teto permite a instalação dos sisyemas de armas especificados pelo EB como o Reparo Automatizado X-REMAX de fabricação nacional.

Confira a Matéria: Tecnodefesa

img noticias

Sensor ATENA garante diferencial para a Operação CARIBEX 2015

30 de Julho, 2015


A NPa Macau e sua tripulação partiram de Natal dia 19 de março para compo o Grupo-Tarefa CARIBEX 2015, jutamente com os NPa Bracuí e NPa Bocaina do Gom4DN.

A Operação CARIBEX visa realizar o intercâmbio cooperativo da Marinha Brasileira com as Marinhas e Guardas-Costeiras dos países e ilhas da região do Carive por meio de exercícios e visitas.

O NPa Macau operou com sensor eletro-óptico ATENA da empresa ARES, que foi muito elogiado nas operações noturnas realizadas, assim como na Patrulha fronteiriça com a Guiana FRancesa.

A alça optrônica permite o acompanhamento com discrição de um contato de interesse, gravação de imagens, medição de distância até o contato e, quando integrado ao sistema de armas, diretora de tiro, além de outras funcionalidades.
Para o comandante do NPa Macau, Capitão de Corveta Bruno Emilião Pinto, a operação de alça EO ATENA garantiu um importante diferencial especialmente no período noturno.

Confira a Matéria: Naval

img noticias

OTO Melara propõe torre HITFACT 105mm para o Exército Brasileiro em parceria com a ARES

28 de Julho, 2015


Através da OTO melara do Brasil, a italiana OTO Melara está formando uma estratégica parceria com a ARES e a IMBEL para fornecer ao Exército Brasileiro a HITFACT 105mm, uma torre para três tripulantes, operada eletronicamente, proposta para o programa Guarani 8x8.

A Torre proposta para o Brasil inclui uma canhão de 105mm/52 de baixo recuo, metralhadora de 7,62mm com sustema digital de controle de disparo desenvolvido pela Elbit System Land e C4I.

A parceira ARES também propôs outros sistemas para blindados como a UT30BR, que possui um canhão automático de 30mm, além da TORC30, Torre operada remotamente e estabilizada também para canhão de 30mm, desenvolvida em parceria com o CTEx (Centro Tecnológico do Exército).

img noticias